23.3.08

Soneto do corifeu

São demais os perigos desta vida
Para quem tem paixão, principalmente
Quando uma lua surge de repente
E se deixa no céu, como esquecida.
E se ao luar que atua desvairado
Vem se unir uma música qualquer
Aí então é preciso ter cuidado
Porque deve andar perto uma mulher.
Deve andar perto uma mulher que é feita
De música, luar e sentimento
E que a vida não quer, de tão perfeita.
Uma mulher que é como a própria Lua:
Tão linda que só espalha sofrimento
Tão cheia de pudor que vive nua

- Vinicius de Moraes -

3 comentários:

Prometheus disse...

Lembrome de você Silvana quando era administradora do Plugfórum, lembro-me que te respeitava e gostava de seus pensamentos desde aqueles tempos! rs


bom, o tempo nunca volta não é?

Amei seu blog, que você possa continuar crescendo e desabrochando essa linda mulher que você é!

Abraços de um fã rs

Jefferson Moura

elisa disse...

Ciao Silvana, complimenti per il tuo blog. Mi ha fatto molto piacere conoscere, la Poesia di questo famoso poeta, che approfondirò, grazie da Cettina e auguri per tutto quello che desideri, ciao a presto.

Sil disse...

Ciao Elisa,
Grazie mille. Vinicius de Moraes è uno dei maggiori se non il maggior dei poeti brasiliani. Mi fa un gran piacere saper che vi piace anche i nostri poeti.
Tantissimi auguri anche a te. Baci a presto.